Por: Claudia Sartori

 

Ushuaia está localizada na Patagônia Argentina e é o ponto mais extremo da América do Sul, ou seja, o local mais perto da Antártida, se autodenominando: a cidade do Fim do Mundo. Divide com o Chile as Cordilheiras dos Andes e nos presenteia com paisagens absurdamente deslumbrantes.

Vista da cidade de Ushuaia

 

Primeiro dia

Pretendendo ficar em Ushuaia esses 6 dias, tratei rapidamente de pesquisar passeios, que pudéssemos aproveitar de uma forma plena, tudo que o local pudesse oferecer, além da neve. O motivo de escolhermos o inverno, foi pelo fato, de querer conhecer, tocar e até comer, pelo menos, um pouquinho de neve…rsss, afinal turista que não experimenta de tudo, não é turista, não e mesmo?!?

Brincando com o “Olaf”.

A escolha dessa época do ano, para nós, foi acertada e pegamos realmente cenários de filme com paisagens ímpar, repleto de um mundo de neve branca e fofa.

Essa foto é de praxe, né?!?… 🙂

E um dos passeios que mais me encantou foi, o chamado, “Aventura na Neve” ou “Full Day na Neve”. Este passeio consiste em várias atividades com guias em estâncias invernais perto da cidade de Ushuaia, com tem duração de 9 horas. Inclui:
-Transfer de ida e volta dos hotéis;
-Passeio de trenó puxado por Huskies;
-Passeio de moto de neve (snowmobile);
-1 aula de esqui de fundo (Esqui Cross Cowtry)
-Caminhada de Raqueta de neve;
-Skybunda na neve;
-Almoço com um maravilhoso cordeiro.

Apesar das inúmeras atividades, consegue-se aproveitar muito de cada uma. Eu mesma, não saberia dizer, qual gostei mais, pois cada uma teve o seu encanto e divertimento. Ficou curioso?? Então, vamos saber mais a respeito:

Trenó puxado por cães

Como o transfer estava marcado para as 09h00min em nosso hotel, coloquei o despertador uma hora antes para dar tempo de arrumarmos e apreciar um bom café da manhã, afinal o dia prometia ser intenso. Como sempre faço, abro as cortinas para a claridade entrar no quarto e nos animarmos para começar o dia… Mas algo me surpreendeu, o dia estava totalmente escuro, breu total; logo achei, que eu tinha errado as horas, pois ainda estava noite. Mas, por incrível que pareça, as horas estavam bem certinhas e ficamos sabendo, que o sol somente, dá o seu ar da graça, depois das 09h30min no inverno..:O

Depois da surpresa e de já estarmos se locomovendo para o primeiro centro invernal, pudemos vislumbrar no caminho, o sol nascendo em meio às montanhas dos Andes. Simplesmente deslumbrante.

Como não se encantar com essa vista Patagônica…

Primeira Parada: Estância Invernal Las Cotorras. Uma dica importantíssima aqui é ir bem agasalhado e com roupas, luvas e sapatos impermeáveis. Caso contrário, você vai virar um boneco de neve literalmente. 😉

Descendo do transfer, é inevitável não se encantar com a quantidade de neve e as belíssimas montanhas a sua frente. De longe dava para se ouvir os latidos dos huskies e então, fomos ao seu encontro.

Essa raça por si só, já é linda, mas vê-los naquele ambiente, deu certeza que esse era o seu Habitat natural. Não é a toa, que seu nome é Husky Siberiano, pois como o próprio nome diz, originou-se na Sibéria, sendo assim, um amante de regiões bem geladas.

Como defensora e amante dos animais, antes do passeio, quis saber mais sobre a qualidade de vida desses cachorros e tive o prazer de vê-los muito bem cuidados e de saber que, por eles serem cães de tração, adoram puxar o trenó e encaram isso, como se estivesse levando-os para passear. Há também um cuidado, quanto a quantidade de peso em cada treno, que é puxado por 8 cães.


O passeio em si é bem tranquilo, dura em volta de 10 minutos. A rota se dá por entre bosques, desnudando uma paisagem única e inevitável de não se tirar milhares de fotos *.*

Motos de Neve

Logo após o passeio de trenó e de brincarmos bastante com os cachorros, fomos de transfer para a segunda Estância Invernal, a 500m da primeira.

Segunda Parada: estância Invernal Tierra Major. Esse complexo é um pouquinho maior que o primeiro e onde se realiza o passeio de moto na neve e a aula de esqui de fundo.

Em cada moto cabe no máximo 2 pessoas e o passeio segue uma trilha de 5 km por entre bosques e um campo aberto encostados as montanhas.

Passeio de moto na neve

Assim que terminamos o passeio de moto, fomos convidados a tomar um chocolate quente, (incluso no pacote), afinal já estava mais do que na hora de se aquecer (comecei a não sentir os dedinhos do pé e olha que eu vesti duas meias felpudas e bota impermeável forrada com pele :O).

Chocolate quente do Fim do Mundo

Corpo quentinho, estávamos prontos para a próxima etapa.

Esqui de Fundo ( Esqui Cross Country)

Esse esporte é realizado em superfícies planas e de baixo declive, por isso, é considerado um esporte completo, utilizando a musculatura do corpo todo.
Basta 10 minutos para sentir canseira, mas a diversão é tanta que o tempo da aula passa rapidinho. Os tombos também são inevitáveis, mas nada que machuque.

Este foi um dos poucos momentos que parei de pé…kkkk

Depois das quedas e muitas risadas, hora do almoço na terceira estância.

Almoço

Chegou o tão esperado almoço… e este foi em uma cabana típica de madeira, onde suas janelas eram desenhadas por estalactites de gelo, dando aquele charme ao local.


O cordeiro é feito no estilo patagônico, ou seja, em um buraco feito no chão. O local era bem alegre com música regional ao vivo e com fartura de comida. Vinho, refrigerantes e água também estavam inclusos no pacote.

Cordeiro assado no fogo de chão

De sobremesa, um delicioso sorvete de calafate, uma fruta com sabor característico da região. Ao meu paladar, não curti muito, mas agradou a maioria.
No final, um café montanhês… ahhhh, que sabor era esse?!? Mistura de ingredientes na medida certa. Dê uma olhadinha, na foto abaixo, com o que, o café é preparado…

Delicioso…

Depois da comilança, nada como uma caminhada na floresta. E assim, partimos para a última estância: Harliwen.

Centro Invernal Harliwen

Raqueta de Neve e skybunda

Caminhar na neve fofa é uma aventura e tanto, pois sem o equipamento correto, você simplesmente afunda nela. Os curiosos aqui fizeram a experiência e se atolaram na neve até a coxa, quase voltamos o pé sem a bota…rsss
Com a raquete, isso não acontece ou afunda pouco, além de te dar um equilíbrio extra na caminhada.

Raqueta de neve

O percurso é tranquilo e acontece dentro de um bosque com arvores nativas, tendo ao fundo as montanhas do Fim do Mundo.

O guia desse passeio, o Pablo, era hilário e muito divertido. No meio do passeio, ele iniciou uma guerra de bolas de neve. Sai do passeio com o cabelo lotado de neve, mas com um grande sorriso no rosto.

E para fecharmos o dia com chave de ouro, partimos para a última atividade, o skybunda. A descida era bem íngreme e, não vou mentir, tomei altos tombos…rs. Mas depois, acaba-se pegando o jeito, aí a diversão é certa.

Descida, todo santo ajuda….

Já passava das 17h00min, quando começou a anoitecer e fomos tomar mais um chocolate quente (incluso no pacote) e nos despedir do local. Retornamos a cidade, por volta das 17h30min (já completamente noite) e cansadíssimos, mas com a certeza, que esse passeio é um dos que não pode faltar em nenhum roteiro.

Valores do Passeio:
Adulto: R$ 790,00;
Crianças com menos de 3 anos não pagam;
Crianças de 4 a 11 anos: 50 % de desconto.
P.S.: esse passeio é feito no período do inverno, que vai até final de setembro.

Gostou deste post? Gostaria de nos acompanhar nas redes sociais e ficar antenados nas principais dicas e viagens nacionais e internacionais. Siga a gente, no Facebook / Instagram / youtube

Compartilhe com os amigos nas redes sociais! Os botões estão logo abaixo do texto. Deixe também seu comentário.

*Leia Também:

Bonito em MS: um verdadeiro Santuário Ecológico

Bonito:Lagoa misteriosa, mergulhando em um abismo

LUXEMBURGO: a cidade medieval do século XXI

Voce que adora viajar: sabe o que STOPOVER?

Ferrari Word: um mundo a parte

Doha: vale a pena conhecer?

2 COMENTÁRIOS

    • Que bom vê-los por aqui, seja muito bem vindos!!! Estou colocando várias fotos de Ushuaia no insta, vai lá… um bjão para vcs 🙂

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui