Por: Claudia Sartori

Estávamos em Bruxelas, quando decidimos conhecer Bruges, pois várias pessoas já haviam comentado sobre o lugar e o quanto haviam gostado. Devido a facilidade em ir de Bruxelas a Bruges, pois são 50 minutos de trem, resolvemos fazer um bate-volta, que posso garantir, ser suficiente para conhecer uma boa parte da cidade.

Bruges é uma cidade dos contos de fadas, seu estilo medieval nos remete a 1870, quando esta, foi totalmente repaginada pelo arquiteto Louis Delacenserie, dando a cidade um charme especial, que encantam turistas até hoje.

A cidade chega a atrair mais de 2 milhões de turistas por ano, fazendo-a entrar na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, em 2000.
Seu idioma é holandês, mas é extremamente fácil se comunicar em inglês por lá.

Roteiro de 1 dia

Um dos maiores prazeres, de estar em Bruges, é poder passear a pé em seu centro histórico e lógico, fazer um passeio de barco, já que a cidade é conhecida como a Veneza do Norte, por ser cortada por canais.

1. Minnewater Park

Este é um lindo parque bastante arborizado, mesmo no inverno, estação em que estavámos.
O parque possui uma belíssima vista para construções em suas proximidades e para o canal do Minnewater, conhecido como o “Lago do Amor”. Reza a lenda que se você atravessar a ponte do lago, o Minnewater Brug, terá o amor eterno do seu parceiro.
Ainda no parque caminhe até a Begjinhof, que foram as casas usadas pelas beatas da Igreja Católica Romana e atualmente, ocupadas pelas irmãs Benedetinas.

 

2. Igreja Nossa Senhora de Bruges

Saindo de begjinhof, direcione-se para a igreja, que é bem fácil localizá-la com a sua torre alta.
Sua arquitetura é do século XIII, mas passou por diversas modificações no decorrer dos séculos.


Sua torre é a estrutura mais alta da cidade com 122 metros de altura e no interior da igreja, abriga-se uma famosa escultura de mármore Branco de Michelangelo, “A Virgem e a Criança”.

Ao lado da Igreja fica o Hospital Medieval de São João, que hoje se transformou em Museu e tem uma arquitetura medieval incrível, que rendem belas fotos.

3. Grote Market ou Market Place

Esta é uma praça lindíssima e é a principal da cidade. A arquitetura ao seu redor é de cair o queixo. Passamos horas admirando as construções do lugar.

Se for nesta praça na quarta-feira, vai encontrar uma feira vendendo de tudo, desde frutas, doces, lanches, flores até refeição. Para quem não quiser gastar muito, é uma boa pedida, almoçar por lá mesmo.
Ainda na praça, não deixe de ir a Torre Belfort e subir os seus 366 degraus, a vista de cima, realmente compensa a canseira da subida.

A praça me agradou tanto, que depois de passar em algumas lojas de chocolate belga (não deixe de provar esse chocolate, são dos deuses…), decidimos sentar em um restaurante com mesas na calçada.
Curiosos para provar a cerveja Belga, pedimos uma e para nossa surpresa, veio em uma enorme tulipa de cristal encaixada em um suporte de madeira. Foi uma experiência bastante diferente, mas muito boa. No começo, ficamos totalmente desajeitados para pegar a tulipa, deixei até cair em mim, mas foi também motivo para boas risadas.

 

4. Burg Square

Esta é uma praça encostada na Grote Market e apesar de ela ser um pouco menor que a primeira, achei incrivelmente linda, principalmente pelos ricos detalhes dourados misturados a arte medieval.

A Basílica mais importante de Bruges está nessa praça, a Basílica do Sangue Sagrado, onde está a relíquia do sangue sagrado, que é um cilindro, que dizem conter o sangue de Cristo. A entrada é gratuita.

5. Passeio de Barco

Este é um passeio que super indico, apesar de não ter tido a sorte de pegá-lo aberto, devido ao mal tempo, pois estávamos em um inverno bem rigoroso.
O embarque acontece nas aproximidades da Igreja da Nossa Senhora de Bruges, na esquina da Nieuwstraat e Dijver e o tíquete custa 8 euros para adultos e 4 euros para crianças.

Dica: O que fazer a noite?

2Be Bar – é um bar que fica na beira do canal e é bem charmoso. Possui variados tipos de cerveja, sendo realmente maravilhoso prová-las sentado na área externa com a bela vista do canal.

Dica para os cervejeiros de plantão:

Não deixe de fazer um tour na cervejaria mais badalada e famosa de Bruges, a Halve Maan (Meia Lua). O local é cheio de objetos que conta a historia do lugar e o tour guiado de 45 minutos, que termina com um maravilhosa degustação, acompanhado de variados pratos.
No mês de fevereiro de cada ano, ocorre na cidade, o Festival de Cerveja de Bruges, que acontece dentro do Campanário, com mais de 350 rótulos diferentes para poder escolher e se deliciar.

Gostou deste post? Gostaria de nos acompanhar nas redes sociais e ficar antenados nas principais dicas e viagens nacionais e internacionais. Siga a gente, no Facebook / Instagram / youtube

Compartilhe com os amigos nas redes sociais! Os botões estão logo abaixo do texto. Deixe também seu comentário.

*Leia Também:

LUXEMBURGO: a cidade medieval do século XXI

Voce que adora viajar: sabe o que STOPOVER?

Ferrari Word: um mundo a parte

Doha: vale a pena conhecer?

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui