Brazilian money. A lot of new real notes.

Por: Claudia Sartori

Atualmente, mediante a grande crise econômica que o Brasil vem atravessando, a internet foi tomada por uma onda de vários métodos que prometem dinheiro rápido. Infelizmente, boa parte dessas promessas não oferecem retorno garantido; e mais, muitos até, sem retorno nenhum.
Em contrapartida, a crescente oferta de empresas especializadas em compras de milhas, está levando muita gente a algo realmente confiável, e o mais importante, vantajoso, financeiramente.

O que seria as milhas?

À medida que seu cartão é usado, este vai gerando pontos. Esses pontos são acumulativos e podem ser convertidos em vários benefícios pela sua operadora de cartões: produtos, conversão em dinheiro (creditado em conta) e pagamento de contas. Além disso, vários clubes de fidelidade, como o Smile(Gol), Multiplus(Latam), TudoAzul(Azul) e Amigo(Avianca), que trabalham em parceria com os bancos, aceitam tais pontos e os transformam em milhas, que podem ser convertidas em passagens aéreas ou mesmo, em diárias de hotéis, aluguel de carro, utensílios e eletrodomésticos, combustível, desconto em restaurantes, eletroeletrônicos e serviços.

É uma forma das operadoras prestigiar, mas também de segurar seu cliente, com planos de fidelidade.

E, como nada é de graça, existe um custo para tal benefício, e isso vai depender do banco que se trabalha. Por isso, é importante ligar para a operadora do cartão e saber quanto este rende em pontos e taxas cobradas, se a resposta não for satisfatória, entre em contato com o seu banco, para que este te ofereça um cartão que lhe renda mais.

Quanto vale 1 ponto no seu cartão?

Quando usamos o cartão de crédito, a operadora do cartão oferece pontos a cada DÓLAR gasto, seja dentro ou fora do Brasil. Ou seja, precisa-se gastar em média R$4,00 no cartão para ter 1 ponto de vantagem.
Ao meu entender, acho uma “sacanagem” um valor tão alto em outra moeda, para um mísero ponto. Mas, enquanto isso não muda, vamos olhar o lado bom e nos beneficiar desse bônus, que de qualquer forma, é nosso por direito.

Validade de seus Pontos

Este é um item fundamental para quem trabalha e utiliza os pontos do cartão. Existe um prazo de validade para esses pontos expirarem, e caso, “marque bobeira”, simplesmente esses pontos somem de sua conta e nunca mais, os verá novamente. É a mesma coisa, que rasgar dinheiro, e ninguém quer isso, não é mesmo?!?
Por isso, fique sempre atento aos vencimentos dos seus pontos, seja dentro do cartão ou mesmo depois que você os converta em milhas.

Como faturar com essas milhas

Hoje, está muito em voga, sites que compram milhas de pessoas que tem sobrando, ou que não vão usá-las, ou que vão expirar logo; enfim, pessoas que querem se desfazer e ganhar um bom din din em cima delas.

O modo desses sites trabalharem é bem simples. Ele conecta pessoas que querem vender suas milhas com pessoas que querem comprar, ou seja, o site trabalha comprando as suas milhas e vendendo para terceiros, ou intermediando você e uma terceira pessoa.

É ilegal?

Não, pois as milhas acumuladas é de propriedade particular, ou seja, pertencem a você, e não as cias aéreas, e pela legislação, você pode fazer uso dos seus bens como bem entender. Porém, a prática é controversa, já que no contrato de algumas companhias aéreas, como a Gol, proíbem a comercialização de milhas em seu regulamento.

Como faço para o site saber que eu quero vender minhas milhas?

Procure sites que trabalhem com esse tipo de compra-venda ou intermediação. Existem vários e citaremos abaixo.

Site de compra-venda: Entre no site e cadastre-se, preencha um formulário, onde se define a quantidade de milhas que se quer vender. Em seguida, eles enviarão uma cotação do preço que se dispõem a pagar. Se você concordar, eles enviam antecipadamente o depósito do valor acordado. Recebendo o valor, você passa o login e a senha do seu programa de fidelidade para o site, para retirarem as milhas compradas. Sites mais conhecidos, que trabalham dessa forma: Hotmilhas, Elomilhas, CentralMilhas e Vipmilhas.

A grande vantagem é para pessoas desesperadas, precisando da grana com urgência, assim, este método te salva, pois o dinheiro é na hora. Mas, lembre-se também, que eles ganham em cima da transação, então, é uma empresa que paga abaixo do valor do mercado.

Site de intermediação: Ela serve de mediadora das milhas que você pretende vender, com pessoas que querem comprar passagens aéreas através de suas milhas.

*As milhas são compradas apenas como passagem aérea. Mas, com isso, muitas vezes, compradores conseguem até 70% de desconto através das milhas de quem quer vender.

Apesar de o site dar um parâmetro do valor das milhas, o valor de venda é estipulado pelo próprio vendedor. Mas, aí também, mora o perigo, pois se você jogar o preço muito alto, atrairá poucos interessados. Entretanto, o valor de venda é bem melhor comparado ao site de compra-venda. Empresas mais conhecidas, que trabalham dessa forma: Maxmilhas e 123Milhas.

 

A pessoa que quer comprar a passagem aérea, não só levará em consideração o valor das cotações, como também, a quantidade de milhas que você colocou a disposição, pois muitas vezes, querem que cubra o trecho de ida e a volta. Além disso, é levada em conta a reputação do vendedor, nesse caso, a sua reputação. Depois da transação feita, é você que emite com suas milhas, as passagens aéreas do comprador.

A desvantagem é o fato do vendedor, somente receber o dinheiro, depois de 20 dias da emissão das passagens aéreas, além de, o comprador, ter o direito de desistir da compra até a entrada do dinheiro em sua conta.

Dicas importantíssimas

1- Sempre que pretender vender suas milhas, cheque antes, a existência e o histórico da empresa.
2- No caso das empresas de intermediação, quem emite a passagem aérea do comprador, é a pessoa que esta vendendo as milhas. Assim, pegue, detalhadamente, os dados do comprador para emitir as passagens, pois qualquer erro, gerará muito “dor de cabeça”e perigo de cancelamento da transação, além de, ofuscar sua reputação dentro do site, prejudicando próximas vendas.
3- Se você optou por vender suas minhas em empresas de compra-venda, depois da transação realizada, mude imediatamente o login e senha do seu programa de fidelidade, para evitar futuras fraudes.

Bom, desta forma, se pretende reaver parte de seus gastos no cartão, ou simplesmente ter um ganho extra no mês, a venda de milhas é uma solução sensata e segura. Veja o que é melhor para você, quanto ao método, empresas e retorno financeiro. E bons lucro$$$!!!

Post relacionado:

Você, realmente sabe acumular milhas para viajar?

Gostou deste post? Gostaria de nos acompanhar nas redes sociais e ficar antenados nas principais dicas e viagens nacionais e internacionais. Siga a gente, no Facebook / Instagram / youtube
Compartilhe com os amigos nas redes sociais! Os botões estão logo abaixo do texto. Deixe também seu comentário.

Leia Também:

Jericoacoara: lado oeste, o que fazer

Jericoacoara: lado leste, o que fazer

Passagens aéreas mais baratas: dicas surpreendentes

10 Hotéis Fazenda/Resorts tops para ir com crianças no feriado

Luxemburgo: a cidade medieval do século XXI

 

 

 

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui